Notícias

Governança

Curso Intensivo da Escola de Governança da Internet no Brasil está com inscrições abertas

Por Anderson Santana

Estão abertas as inscrições até domingo (25) para a seleção de participantes da 4ª turma do Curso Intensivo da Escola de Governança da Internet (EGI), iniciativa do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). Durante uma semana serão debatidos temas como blockchain, criptografia, governança de algoritmos, internet das coisas, neutralidade da rede e proteção de dados pessoais.

Para o Secretário Executivo do CGI.br, Hartmut Glaser, “a Internet está em todos os setores, na indústria, na educação, na saúde, e o curso visa capacitar e multiplicar o conhecimento de pessoas de diversas áreas que poderão multiplicar o conhecimento adquirido com outras pessoas do seu meio”. Glaser reitera que o curso é ministrado de forma simples e clara para que todos os participantes entendam os princípios básicos da Internet, desde a parte técnica até a compreensão de quem a governa, ou seja, os diversos atores da sociedade.

O curso intensivo é gratuito e desde 2014, quando iniciou, já formou mais de 100 alunos. Neste ano, ocorre em São Paulo entre os dias 20 e 25 de agosto. É direcionado para acadêmicos, empresários do setor de tecnologia, formuladores de políticas públicas, gestores públicos, pesquisadores, representantes da comunidade técnica, de organizações da sociedade civil e demais interessados acerca do funcionamento e governança da Internet.

Cristiane Jacqueline Felinto, residente em Cabedelo, na Paraíba, participou da 1ª turma do curso intensivo da EGI. Ela trabalha na área de dados e internet atuando no setor governamental, segundo ela, foi uma oportunidade única: “A imersão que o curso nos proporciona e a excelente explanação dos conteúdos pela equipe altamente preparada nos faz querer aprender cada vez mais sobre a área”. Cristiane também destaca que a conscientização durante o curso para um uso seguro e ético da Internet  é muito benéfica e reflete no campo profissional e pessoal. Sempre que pode, também aproveita para disseminar o que aprendeu durante a escola “é um compromisso que assumimos para disseminar o aprendizado adquirido”, afirma.

Antes das atividades presenciais serão realizadas atividades à distância, e segundo o Secretário do CGI.br,  todos os participantes precisarão ler a bibliografia recomendada; acompanhar vídeo aulas sobre os assuntos a serem abordados no curso e assistir aulas virtuais com os instrutores do curso para esclarecimento de dúvidas e debates orientados das leituras. Esta etapa prévia é essencial para a preparação de cada participante que contribuirá para o seu bom desempenho na fase presencial, em São Paulo.

O presidente da ANID, Percival Henriques,  conselheiro titular do CGI.br como representante do terceiro setor, parabeniza e reconhece a importância da iniciativa para capacitar e engajar os diversos setores da sociedade na governança da Internet.

Para se inscrever, é necessário preencher o formulário no site ttps://cursoseventos.nic.br/turma/complementar/egi-curta-turma-4/  anexar o currículo(com até 3 páginas) e escrever um texto técnico de até 3500 caracteres sobre um dos temas de governança da Internet no Brasil relacionado a área de atuação do candidato.

Foto: Primeira turma da EGI, em 2014