Notícias

IGF 2015 começou

O Fórum Mundial de Governança da Internet foi oficialmente aberto nesta terça-feira (10)

A abertura oficial do décimo Internet Governance Forum (IGF 2015), o Fórum Mundial de Governança da Internet promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU) aconteceu nesta terça-feira (10), e contou com a participação de autoridades, representantes de órgãos governamentais, de setores privados e da sociedade civil organizada.

As atividades do IGF 2015 já haviam começado desde segunda-feira (09), antes da cerimônia oficial de abertura. Ao todo, mais de 2 mil representantes de todo o brasil e de diversos países do mundo vieram participar dos debates e atividades durante a programação do Fórum, transformando João Pessoa na capital mundial da Internet.

A cerimônia da abertura começou com uma apresentação da cantora paraibana Lucy Alves, em seguida houve as falas dos representantes da ONU. Logo depois, a Presidenta da República Dilma Rousseff deu as boas-vindas ao IGF 2015 e saudou a iniciativa através de mensagem em vídeo. Segundo a presidenta, o debate sobre a Internet é algo de grande importância e ela defendeu um modelo de governança multissetorial e pluri participativo na rede.

O Ministro das Comunicações, André Figueiredo, que veio representando a presidência da república, também destacou a relevância do IGF como espaço de construção e diálogo sobre o futuro da Internet no mundo.

-Estou seguro que esse encontro permitirá o aprofundamento de temas essenciais à Internet – enfatizou o ministro, defendendo também, em seu discurso, pontos como equilíbrio da segurança na rede, o respeito aos Direitos Humanos, a privacidade dos dados e o multisetorialismo.

O Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, ressaltou o marco que é para o Estado receber o IGF. Dentre outros pontos, defendeu em seu discurso políticas de transparência e inclusão digital.

-É imperativo pensar a abrangência e a disponibilização de ferramentas de governo eletrônico – enfatizou o governador.

Protesto

Durante os discursos da cerimônia de abertura, ativistas protestaram contra a implantação facebook.org. Esse projeto propõe parceria com governos e empresas para levar Internet a áreas sem acesso, mas com uma abrangência limitada a sites e serviços definidos pelo facebook e seus parceiros. Eles levantaram faixas e cartazes com mensagens contrárias a iniciativa da empresa de Mark Zuckerberg

Flávia Leferre, integrante do conselho do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) representando a sociedade civil justificou o protesto argumentando que o facebook.org quebra a neutralidade da rede, privilegia empresas e deforma o mercado de Internet.

-Garantir o acesso à Internet é um dever do Estado, não de oligopólios empresariais. Além disso, o projeto não respeita o Marco Civil da Internet – argumentou ela.

IGF 2015

O IGF 2015 segue até esta sexta-feira (13) com várias atividades. Confira detalhes da programação e da estrutura do evento através do site: http://igf2015.br/pt-BR/