Notícias

Internet banda larga chega à periferia de São Paulo

Morradores da Zona Leste terão acesso à Internet rápida. Meta é atender 400 mil residências

A Associação Nacional para Inclusão Digital (Anid) implementa nesta sexta-feira, dia 11 de setembro, na cidade de São Paulo (SP), o Projeto Nacional de Fibra Óptica. Trata-se de um programa que leva Internet banda larga para áreas da periferia das grandes cidades. A meta é atingir 400 mil residências com fibra óptica. Na capital paulista os locais contemplados ficam na Zona Leste, em bairros como Jardim Romano, São Miguel Paulista e o município de Ferraz de Vasconcelos, nas proximidades.

De acordo com Percival Henriques presidente da Anid, o projeto já vem sendo maturado há tempo e ao longo desse período foram feitos diversos testes em diferentes regiões do país.

- A ideia do projeto começou há 3 anos atrás. A meta é atingir 400 mil residências com fibra óptica a Anid esboçou o projeto, conseguiu alguns parcerias para financiamento e algumas micro-empresas, alguns provedores que pudessem implantar (Internet) em suas regiões – destacou Percival.

Segundo ele, a Anid desenvolveu o conceito e acompanhou a fase de testes. A iniciativa teve sucesso em algumas regiões: na Bahia, em São Paulo; no Rio de Janeiro, por exemplo, quando houve a pacificação dos morros das favelas cariocas alguns parceiros da Anid instalaram uma rede de fibra óptica, substituindo uma situação meio caótica que acontecia anteriormente.

- Mas o que nós acompanhamos mais de perto foi aqui na Paraíba, em lugares onde haviam algumas residências do Minha Casa, Minha Vida, que nós fizemos como piloto, como conceito (do projeto de instalação de fibra óptica) – revela Percival.

Na Paraíba, os primeiros experimentos do Projeto aconteceram na região do bairro do Gramame, mantendo-se dentro da ideia inicial de atendimento, ou seja, levar fibra óptica para um público de baixa renda e ter uma comercialização da Internet dentro de valores que as pessoas pudessem pagar e com velocidades altas.

-E uma equação que parecia que não fechava mas fechou. Hoje as pessoas acessam Internet com velocidade que varia de 10 a 50 Mbps, pagando valores que não se encontram no mercado. Por incrível que pareça, nas periferias das grandes cidades você não tem as operadoras, então, não há competição – enfatiza Percival. Ele cita o exemplo da cidade de São Paulo como o mais ilustrativo sobre esse quadro:

-Em São Paulo, desde o início, nós tínhamos como exemplo essa região da periferia da cidade. Nós dizíamos o seguinte: 'tem lugares do Sertão da Paraíba cuja conectivamente e capacidade de banda larga é melhor do que algumas áreas superpopulosas que ficam a menos de 10 km do Centro de São Paulo'. Ou seja, você encontra lugares que tem 400, 500 mil pessoas morando e não chega nenhuma banda larga fixa. E eu estou falando do maior estado do Brasil e da terceira maior cidade do mundo!

O projeto funciona da seguinte forma: um provedor local distribui o sinal de internet e a Anid oferece as condições técnicas, de capacitação e funcionamento. Esse provedor começa com o número limitado de 8 mil residências na primeira etapa do projeto. Questionado se essa essa ação é inclusão digital, Percival é taxativo:

 - Isso é parte da inclusão Digital. Considero inclusão digital como um tripé: tem de ter banda larga de qualidade, Internet na quantidade que você necessita, o Marco Regulatório que possa garantir liberdade expressão e precisa também garantir o favorecimento do empreendedorismo, sem excesso de tributação e taxação do serviço nem uma regulação excessiva de forma geral. Por fim, é preciso também pensar que só inclusão digital não vai resolver. É necessário investir em educação e combate a pobreza, essas políticas públicas que fazem com que a Internet, chegando num lugar, ela seja melhor aproveitada. Que as pessoas nãos sejam só mais um número, mais um cliente dos grandes provedores de conteúdo. Estamos fazendo a nossa parte no sentido de garantir que essa estrutura chegue onde os grandes provedores não estão chegando – concluiu Percival.  

Ascom anid