Sobre

A Anid atua pela inclusão social e digital no Brasil

A Associação Nacional para Inclusão Digital é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 2007. É formada por pessoas empenhadas em promover os direitos à inclusão digital e social no Brasil através do acesso à Internet, seja em localidades remotas do país, seja nas periferias das grandes cidades.

"Para atingirmos nossa missão nos articulamos com outras entidades não governamentais, universidades, empresas de base tecnológica e movimentos sociais. Sabemos que o envolvimento de várias pessoas em um projeto cria diversidade e fortalece o empreendimento."

A outras atividades que desenvolvemos são os cursos, seminários, encontros, feiras, debates e pesquisa, viabilizando e promovendo a socialização do conhecimento e atualização tecnológica.

Parcerias para democratizar o conhecimento

É por meio de parcerias que mantemos projetos como o Junts, que disponibiliza Internet gratuita em locais coletivos, ou o Pescadores Online, em Barra de Mamanguape, pelo qual as pessoas aprendem a usar a Internet em busca do desenvolvimento através do letramento digital. As parcerias são estabelecidas com prefeituras, associações de moradores, sindicatos, rurais, movimentos sociais, ou estabelecimentos comerciais, entre outros.


E para o futuro?

Idealizamos um Brasil com mais pessoas conectadas, exercendo seus direitos de cidadão, adquirindo conhecimento e compartilhando experiências.

Sonhamos em construir uma sociedade do conhecimento onde os negócios da economia digital sejam impulsionados e o conhecimento seja socializado de maneira sustentável.


Nossa atuação em três eixos estratégicos, para você compreender melhor:

  • 1. Fomento, capacitação e organização de micro e pequenas empresas de base tecnológica

    A atuação da Anid junto aos provedores locais de Internet criou impacto na oferta de conexão em regiões onde esse serviço, até então, não existia. Como isso foi realizado?

    ­

    - Organizamos grupos e fizemos compra coletiva de contratação de trânsito de Internet. Com isso, aumentamos o poder de negociação junto às grandes operadoras.

    ­

    - Construímos redes próprias para transportar a capacidade contratada até localidades onde pequenos provedores e outros empreendedores atendem às demandas das comunidades. Essa ação chegou em cerca de 580 municípios, em 16 estados brasileiros.

    ­

    - Capacitamos pequenos provedores através de cursos para instalação e uso da fibra ótica, para efetivar a conexão de Internet com o usuário final. Provocamos mudança no paradigma tecnológico, pois esta conexão, chamada por “última milha”, era usualmente feita via rádio e sofria sérias interferências, comprometendo o serviço.

  • 2. Internet livre e gratuita em espaços coletivos

    Apoiamos projetos individuais de associados implementados em todo o Brasil.

    ­

    - Projeto JUNTS – Por uma Internet livre ­ É verdade: acesso gratuito à Internet. A Anid leva Banda Larga para as comunidades, instalando pontos de acessoa Wi­Fi em praças, associações de moradores, sindicatos rurais, comunidades indígenas, de pescadores, entre outros. Conheça mais o projeto JUNTS!

    ­

    - Espaços de Letramento Digital – É implantado em parceria com universidades e instituições de fomento à pesquisa. Além de disponibilizar equipamento, o projeto visa capacitar agricultores, pescadores, artesãos, entre outros, para usar a Internet como ferramenta para o desenvolvimento da cidadania.

    Veja aqui como funciona o projeto Pescadores Online!

  • 3. Política públicas de inclusão digital no Brasil

    Buscamos contribuir com o Governo Federal na formulação e execução de políticas públicas.

    ­

    - Mobilização e participação na Conferência Nacional de Comunicação;

    ­

    - Participação nas audiências públicas para definição das diretrizes do Plano Nacional de Banda Larga.

    ­

    - Elaboramos uma pesquisa inédita de formação de preços de planos de acesso à Internet em parceria com o Ministério das Comunicações.

    ­

    - E pautamos, junto ao Ministério das Comunicações, assuntos como valores do link de internet praticado pelas operadoras; custos de boletos bancários, de aluguel de estruturas para transmissão de fibra óptica; dificuldade das micro e pequenas empesas para obtenção de crédito; problemas com descentralização dos programas de Inclusão Digital.


Membros

  • Presidente

    PERCIVAL HENRIQUES DE SOUZA NETO
    Físico e bacharel em Direito, foi diretor técnico do Inmetro/Imeq na Paraíba e é especialista em gestão pública. Atualmente é membro titular do Comitê Gestor da Internet - CGI.

  • Vice Presidente

    JOÃO BOSCO DA COSTA
    Diretor presidente da INTELNET SERVIÇO DE MULTIMÍDIA LTDA, atua na área de telecomunicações há mais de 10 anos atendendo diversas cidades do Rio Grande do Norte sendo a matriz da sua empresa na cidade de Nova Cruz/RN.

  • 1º Titular
    Associado: VOAX – ANTONIO ALESSANDRO FITTIPALDI MOLINARI ME
    ANTONIO ALESSANDRO FITTIPALDI MOLINARI
  • 2º Titular
    ADANIERE RANDSON MARQUES DE MATOS

    Empresário no ramo de provimento de acesso à Internet Banda Larga no Interior do Brasil desde 1998. Administrador de Redes de Computadores, Construtor de Redes Metropolitanas em Fibra Óptica - MND, Fundações Estruturadas Pesadas e Montagem de Torres Autoportantes, está engajado em projetos sociais digitais e atualmente é o proprietário da MICRORCIM PRONET DO BRASIL INFORMATICA LTDA ME.

  • 3º Titular
    ADRIANO DAMASCENO BATISTA

    Empresário no ramo de tecnologia da informação, com experiência em cursos de Mikrotik e Redes, desempenha atividades na área de infraestrutura de redes na empresa Link PB. Atualmente é diretor administrativo da TAQUARA INFORMÁTICA LTDA ME.

  • 1º Suplente
    Associado: PGI TELECOM SERVICOS DE TELECOMUNICACOES LTDA ME
    JOSE MIELLE MENDES CANDIDO
  • 2º Suplente
    Associado: JOÃO SAMUEL DE MORAES MEIRA FILHO
    JOÃO SAMUEL DE MORAES MEIRA FILHO
  • 3º Suplente
    Associado: CLICK.COM – M. IZABEL DA SILVA INTERNET ME
    SEVERINO ALBINO DA SILVA FILHO