Notícias

Tecnologia na 41ª SPFW

Semana de moda brasileira reuniu ações que impulsionam a interação do público

A 41ª edição da mais famosa semana de moda brasileira, São Paulo Fashion Week (SPFW), que aconteceu entre 24 e 29 de abril, promoveu produção de conteúdo online, interações em tempo real que aproximaram o público às redes e teve influenciadores digitais circulando pelos corredores e produção de conteúdo. 

O histórico do evento com a interação digital vem de anos atrás. Em 2001, foi um dos pioneiros na adoção e ativação de novas tecnologias, tem canais de comunicação e um portal de moda e comportamento, o FFW, que reúne mais de um milhão de usuários conectados, além de provocar mais de um bilhão de visualizações em posts e cerca de 50 mil pessoas publicando conteúdos nas redes sociais.

Segundo a McKinsey, o mercado de moda online está cada vez mais efervescente no Brasil. Entre os 90 milhões de consumidores, 40% já comprou, pelo menos, uma peça de roupa através do e-commerce. O comércio eletrônico gerou quase R$ 17 bilhões em 2014, e a moda lidera, com 18% das vendas online.

Entre 2014 e 2015, o uso das hashtags #SPFW e #Moda teve um aumento de mais de 2.000% de impressões, número de vezes que os tweets foram visualizados dentro e fora da plataforma, analisa o Twitter. Dados da SPFW afirmam que, na dição anterior, conteúdos publicados sobre a semana de moda nas redes sociais atingiram 900 milhões de visualizações. Na edição 40, comemorativa pelos vinte anos do evento, a SPFW foi pioneira no mundo ao filmar os desfiles em 360º e disponibilizar na página do Facebook da SPFW ou no canal de vídeos do FFW, em uma parceria com a O2 Filmes. Já nesta edição, a Love Magna Filmes foi responsável por produzir os conteúdos em 360º.

Segundo a diretora da Luminosidade, empresa que realiza a SPFW, Graça Cabral, o engajamento com conteúdos em vídeo tem crescido em todas as plataformas, por um comportamento geral das pessoas na web e nas redes. “Transmitimos desfiles ao vivo pela web desde 2000, uma década antes de marcas e semanas de moda internacionais aderirem ao movimento”, contou. Graça afirma, ainda, que a SPFW se posiciona como uma plataforma de comunicação. Quando a internet ainda era uma "coisa nova" no Brasil, a semana criou um website já usando banda larga. “Acompanhamos com o audiovisual o quanto a experiência em realidade virtual começa a transformar e provocar o olhar das pessoas e a forma como elas se relacionam com vídeos. O formato 360º foi uma nova possibilidade, que gostamos de experimentar. Tivemos uma primeira experiência e, agora, podemos levar muito mais conteúdo para essa linguagem, uma vez que a cada seis meses a evolução da tecnologia nos permite explorar mais caminhos”, comentou a diretora.

Todo o conteúdo da SPFW foi transmitido, ao vivo, pelo Facebook Live, oferecendo às pessoas do mundo todo uma visão única da maior semana da moda da América Latina, e mostrando, mais uma vez, que inovação e moda andam juntas. Afinal, nos dias de hoje, as pessoas compartilham, descobrem e se engajam com vídeos mais do que nunca - são mais de cem milhões de horas de vídeos assistidas por dia no Facebook, e as pessoas já comentam 10 vezes mais em vídeos ao vivo do que em vídeos tradicionais (on demand). Com o avanço da tecnologia, abriu-se um novo cenário para toda a indústria fashion: estilistas ficam mais próximos do público e a SPFW chega a pessoas em todo o mundo, quebrando barreiras geográficas. Ainda na linha da inovação, a semana foi uma das primeiras ações no Brasil a integrar a API do Facebook Live, lançada mundialmente há poucos dias, e que traz ainda mais possibilidades para produzir e integrar vídeos ao vivo com qualidade de transmissão profissional.

E outra experiência é com realidade virtual, que requer o uso de lentes apropriadas e aparelhos. Os conteúdos filmados em 360º podem ser vistos em VR quando publicados no YouTube e usando óculos semelhantes ao “cardboard” lançado pelo Google, por exemplo.

A atuação das marcas dentro do evento também contribuiu para que mantivesse a linha da interatividade. Na "Praça Natura", a marca brasileira de beleza se encarregou de integrar o público físico e digital com a presença de influenciadores digitais. No espaço de convivência da marca aconteceram bate-papos diários como da YouTuber Jout Jout com a ativista Lorena Monique, no encontro "Viva o Batom Vermelho". Outros nomes como Jessica Tauane, Liniker, Elza Soares, Marina Caruso, Filipe Catto e Paulo Borges também estiveram presentes. Já a bebida TNT Energy Drink, outra patrocinadora do evento, criou um espaço interativo. Seguindo o conceito “Pode Vir”, unido ao tema da semana de moda, “Mãos que Valem Ouro”, um pequeno ateliê foi montado com uma oficina de stencil. Todo o conteúdo produzido foi sinalizado com a hashtag #TNTnoSPFW.


 

Com informações de Propmark e Pauta de Luxo.

Foto: Reprodução