Notícias

3ª edição do Prêmio Respostas para o amanhã

Samsung abre inscrições para concurso com alunos de escolas públicas brasileiras.

A partir de hoje (31 de maio), alunos que cursam o Ensino M em escolas públicas de todo o Brasil poderão inscrever seus projetos para melhoria no dia a dia de suas comunidades no concurso "Respostas Para o Amanhã". Promovido pela Samsung, a premiação nacional - que chega à terceira edição - tem como objetivo contribuir para a melhoria da educação pública, buscando identificar, estimular e difundir práticas educativas relacionadas ao desenvolvimento de uma sociedade mais sustentável. 

Professores e alunos são estimulados a utilizarem conceitos das Ciências da Natureza e da Matemática para pensar em soluções que sejam capazes de resolver problemas identificados nas comunidades onde suas escolas estão instaladas. Os interessados devem se inscrever até 29 de agosto, pelo site www.respostasparaoamanha.com.br, onde está disponível o regulamento completo do prêmio. 

"Na Samsung, acreditamos que a educação é um caminho para a evolução da sociedade", explica Helvio Kanamaru, gerente sênior de Cidadania Corporativa da Samsung América Latina. "Com esse pensamento, combinamos nossa experiência com inovação e nossa liderança mundial do setor de tecnologia, visando contribuir com o desenvolvimento educacional no Brasil. O prêmio 'Respostas Para o Amanhã' é a concretização dessa nossa crença". 

O programa tem a coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária - Cenpec. Além disso, a Samsung conta com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e da Rede Latino-americana de Organizações Sociais para a Educação (REDUCA), entre outros parceiros regionais e locais. 

Maria Amábile Mansutti, coordenadora técnica do Cenpec, acredita que o diferencial do concurso é a sua proposta pedagógica integradora, que, além de engajar alunos e valorizar os educadores, gera benefícios para a comunidade local. "Trata-se de uma iniciativa que proporciona uma educação conectada com a realidade, e mostra aos estudantes resultados concretos originados por seus projetos", afirma.


Premiação

A comissão julgadora, constituída por especialistas em educação, irá selecionar os melhores trabalhos apresentados. Todos os classificados receberão um certificado de participação no prêmio. Os 25 projetos de destaque serão contemplados com um notebook para a escola e um selo de vencedor regional da edição do prêmio.

Para os cinco vencedores nacionais, serão entregues um notebook para o diretor da escola, um notebook para o professor responsável, dois notebooks e uma faixa para a escola, além de medalhas para os alunos e docentes. O grande vencedor nacional receberá um notebook para cada aluno da sala, uma faixa e um troféu para a escola, uma medalha por aluno, diretor e professor. A escola que vencer por voto popular ganhará um troféu e uma faixa comemorativa.


Sucesso na América Latina

Na edições de 2014 e 2015, mais de 30 mil alunos da América Latina, orientados por cerca de 4.500 professores, submeteram mais de 3.800 projetos no concurso, realizado no Brasil, Argentina, Chile, México, Panamá, Paraguai, Peru e República Dominicana. 

No Brasil, o vencedor do concurso, em 2015, foi a Colégio Estadual Dom Veloso, de Itumbiara (GO), com o projeto "Avaliação da atividade da moringa oleífera no tratamento da água na zona rural", que visa melhorar a saúde pública da zona rural do município por meio do combate de parasitoses pelo consumo de água não tratada. Com a ajuda da professora de Biologia, os alunos identificaram e utilizaram o potencial antimicrobiano das sementes da moringa oleífera, uma planta da região capaz de reduzir a quantidade de bactérias presentes na água.